Acompanhe seu pedido
Digite o código de rastreio e acompanhe o seu pedido:
Atualizando carrinho ...
Seu carrinho está vazio... Ao adicionar produtos ao carrinho eles aparecerão aqui :)
Carrinho de compras
13/06/2024

Dor muscular: por que sentimos e como aliviar?

 

 

A dor muscular pós-exercício físico, também conhecida como dor muscular de início tardio (DMIT), é uma experiência comum para atletas ou para quem pratica atividades físicas regularmente. 

Porque sentimos essa dor  é uma dúvida comum e, mais frequente ainda,  é  saber o que podemos fazer para minimizar esse desconforto. 

Neste artigo, explicaremos as razões por trás da dor muscular, os mecanismos envolvidos e estratégias para aliviar esse incômodo.

Por que Sentimos Dor Muscular Pós-Exercício físico?

A dor muscular pós-exercício é consequência  de pequenas lesões nas fibras musculares causadas pelo esforço físico. Essas lesões ativam um processo de reparação natural que envolve inflamação, levando à dor e à sensibilidade nos músculos afetados. 

Existem 4 fatores que contribuem para o surgimento da dor muscular:

Microlesões Musculares:

  • Durante o exercício, especialmente atividades que envolvem contrações musculares (como descer escadas ou controlar o peso durante uma descida), ocorrem microlesões nas fibras musculares. Esse dano é uma parte natural do processo de fortalecimento muscular.

Inflamação:

  • A resposta natural do corpo a lesões é a inflamação. As células imunes são enviadas para a área danificada, liberando substâncias químicas que aumentam a permeabilidade vascular e a sensibilidade dos nervos, resultando na dor característica.

Ácido Lático:

  • Contrariando a crença popular, o ácido lático não é o principal responsável pela dor muscular. No entanto, a produção de ácido lático durante o exercício pode contribuir para a acidificação do ambiente muscular, aumentando a percepção de dor.

Edema e Acúmulo de Fluidos:

  • A inflamação pode causar acúmulo de fluidos nos tecidos musculares, contribuindo para o inchaço e a sensação de rigidez.

Como aliviar a dor muscular pós-exercício?

A dor muscular, em certas situações, é inevitável, porém, existem estratégias que podem minimizar significativamente o desconforto e acelerar a recuperação muscular:

Aquecimento adequado:

  • Iniciar cada  treino com um aquecimento adequado é fundamental. O aquecimento aumenta a temperatura corporal, melhora a elasticidade muscular e prepara o corpo para o esforço físico, reduzindo o risco de microlesões graves e lesões.

Hidratação e nutrição:

  • A água ajuda na eliminação de resíduos metabólicos e na redução da inflamação, enquanto nutrientes como proteínas, vitaminas e minerais apoiam a reparação muscular. Veja neste texto como se alimentar para ter uma recuperação muscular mais eficiente (link) 

Recuperação ativa:

  • Em vez de permanecer totalmente inativo após o exercício, opte por uma recuperação ativa. Atividades leves, como caminhadas ou alongamentos suaves, estimulam o fluxo sanguíneo, ajudando na remoção de resíduos metabólicos.

Compressão e elevação:

  • O uso de compressão muscular e a elevação das pernas podem ajudar a reduzir o inchaço e melhorar a circulação, acelerando a recuperação.

Banho de contraste:

  • A alternância entre água quente e fria durante o banho pode estimular a circulação sanguínea e reduzir a inflamação, aliviando a dor muscular.

Suplementação Estratégica:

  • Certos suplementos podem ser benéficos na minimização da dor muscular. Substâncias antiinflamatórias naturais, como a curcumina e a PEA (palmitoiletanolamida), têm mostrado eficácia na redução da inflamação e dores associadas.

Conheça o suplemento alimentar Endocan:

Endocan é um suplemento alimentar para acelerar a recuperação muscular e reduzir a dor e a inflamação, que possui a PEA,  cúrcuma e também  vitaminas do complexo B em sua formulação.

 

 A PEA, ou palmitoiletanolamida, atua como analgésico e antiinflamatório , bloqueando a dor diretamente no sistema nervoso central. Essa substância está presente em quantidades pequenas  em alimentos do nosso dia-a-dia como a gema de ovo, o amendoim, a soja, a lentilha, a ervilha, o tomate e o milho.

 

A cúrcuma, popularmente conhecida como açafrão, é um condimento utilizado na culinária de diversas culturas há milhares de anos e também possui propriedades antiinflamatórias e analgésicas.

 

O grande diferencial é que no Endocan, tanto a PEA quanto a cúrcuma receberam a tecnologia LipiSperse que aumenta o aproveitamento do organismo dessas substâncias bioativas.

 

As vitaminas do complexo B, além de agirem contra a inflamação e a dor, também melhoram a imunidade e a dor muscular.

 

Por isso, os componentes de Endocan proporcionam uma recuperação muscular pós-treino mais eficiente e com menos desconforto!

 

Endocan é aprovado pela ANVISA e não necessita de prescrição médica.

Saiba mais sobre Endocan aqui.